→ Como Obter Dinheiro Do Zero

Listagem Tem Só As Melhores Curiosidades A respeito do YouTube; Saiba Tudo


Neste Dia dos Namorados, o G1 dialogou com casais que escolheram abrir um negócio juntos e mudaram de existência. A Marcela e o Murilo, a título de exemplo, realizaram o sonho de ter um lar após começarem a vender bolos de pote. Veja mais histórias inspiradoras. Trabalhar em casal nem sempre é uma tarefa fácil. Pode conceder a impressão de nunca se desligar inteiramente do serviço quando chega em moradia ou juntar a existência pessoal com profissional.


Mas tem casal que tira de letra o estímulo. É o caso da Marcela e do Murilo, que começaram um negócio fazendo bolo de pote e hoje fazem até bolo de casamento. Com a empresa, os dois conseguiram realizar o sonho de residir juntos. “Acho que a nossa maior meta, que a gente sempre comentou, foi alcançar formar nossa família, e a gente conseguiu. A gente agora deu o primeiro passo de residir junto”, disse Marcela. Por esse Dia dos Namorados, o G1 falou com casais que decidiram abrir um negócio juntos e mudaram a existência com o serviço à 2. Marcela Coelho, de vinte e oito anos, é desenvolvida em publicidade. Neste momento Murilo Ravani, de 29, é designer. Juntos, têm uma corporação de doces criativos.


Marcela conta que ela faz os bolos e doces e o namorado é responsável pelo fotografar, fazer a divulgação e tomar conta da administração. “Eu estava no estágio, mas não gostava muito. Como neste momento estava terminando o colégio e ficava pensando no que fazer. Era um sonho meu e do Murilo ter um negócio retornado para a comida.


No entanto a gente pensava que seria quando ficasse velho”, ilustrou Marcela. O casal começou a fazer bolos de pote, contudo o negócio fez sucesso e os pedidos para outros doces começaram a apresentar-se. “Tem uma hora que nós precisamos evoluir, a gente começou a fazer bolos de mesa, fomos estudando mais e trabalhando. Tem bolo que eu fico umas cinco horas só para decorar. Se for de casamento, a pressão é ainda maior, porque é uma etapa muito sério na vida do cliente”. Marcela lembrou que o início foi um tanto árduo, entretanto com o tempo a parceria prevaleceu.



“O nosso relacionamento ficou mais robusto em consequência a da organização. Hoje, a gente tem uma conexão muito bacana. No momento em que eu estou trabalhando sozinha, ele fica perto de mim. A gente cuida um do outro”, completou. A organização imediatamente tem quase quatro anos e a meta agora é aperfeiçoar ainda mais os serviços. “A gente quer fazer o melhor. Não penso em alargar.


Hoje eu entendo que quanto mais você foca em um público e no que quer comprovar, desenvolve uma forma de adquirir atender mais e melhor”, disse Marcela. Para ela, a dica é ter paciência. “Tem Como Os Grandes Jornais E As Mídias sociais Tentam Responder à Invenção Deliberada De Detalhes desprender a vida pessoal da profissional, em razão de algo que ocorre no negócio poderá transportar o choque para o relacionamento”.


O casal Ana Carolina Bastos e Gustavo Henrique Cruz, de 30 anos, escolheram completar as suas habilidades para desenvolver um negócio e modificar de existência. Ela, designer e ilustradora. Ele, economista. Juntos, os dois criaram uma agência de redes sociais. “A gente estava insatisfeito com os nossos trabalhos e tentou unir o que cada um imediatamente sabia.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *